CIRC presente em mais duas cidades e melhora os padrões de qualidade

Circ lança operação em mais duas cidades em Portugal

Às 9 cidades onde a Circ já partilhava trotinetes elétricas, juntam-se nos próximos dias Portimão e Vila Nova de Gaia. Faro destaca-se como a região que regista uma maior percentagem de utilizadores (mais de 50%) que corretamente estacionam as trotinetes num dos pontos de estacionamento disponibilizados. A empresa revelou ainda que é na área metropolitana do Porto, onde se encontra a operar nas cidades da Maia, Gondomar e Matosinhos, que se regista a maior percentagem de utilizadores domésticos, cerca de 89%. Embora seja a região com o valor mais elevado, o número de utilizadores de nacionalidade portuguesa é igualmente significativo em todas as outras cidades onde a Circ se encontra, contrariando a ideia de que apenas os turistas utilizam este meio de mobilidade. 

CIRC está a melhorar os padrões de qualidade

Outro dos pontos abordados num encontro hoje com jornalistas foi o facto de que começa a ser claro que existem padrões de qualidade de serviço que estão a facilitar a integração das trotinetes nas nossas ruas e que são valorizados pelas cidades.  A Circ considera que é tempo do setor começar a elevar a qualidade do serviço e, ao mesmo tempo, de as cidades obrigarem os operadores a cumprir o que já existe nos memorandos de entendimento em vigor nas cidades. 

  1. Incentivo ao estacionamento responsável: existem já mecanismos positivos para incentivar os utilizadores a estacionarem corretamente as trotinetes. Por exemplo, descontar uma percentagem do valor total da viagem, caso o utilizador estacione no local correcto.
  2. Garantia de segurança dos veículos: uma manutenção diária e uma equipa de mecânicos especializados asseguram a qualidade constante dos veículos. É um investimento grande, mas esta responsabilidade não pode ser entregue a terceiros ou simplesmente não ser cumprida.
  3. Seguro: Este ponto é inevitável, é definido por lei: todas as empresas devem garantir um seguro de acidentes pessoais e de responsabilidade civil. Não pode haver confusões nesta matéria.
  4. Indicação das zonas de estacionamento nas aplicações: Se queremos incentivar ao estacionamento correcto, o utilizador de trotinete tem de saber através da aplicação onde estão os hotspots mais perto de si.
  5. Partilha de dados com as cidades: deve ser mandatório. Numa altura em que Portugal se prepara para investir 300 milhões de euros em mil quilómetros de ciclovias, é fundamental para as cidades recolher dados de mobilidade para planear novas infraestruturas.
Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Tec

Todas as semanas, um vídeo novo, subscreve Aqui! para seres o primeiro a saber!

You may also like...